estenose vertebral

Você sabe o que é estenose vertebral?

Estenose vertebral é o estreitamento do canal vertebral. O processo se desenvolve lentamente, durante o envelhecimento natural e surge, geralmente a partir dos 50 anos de idade. A estenose vertebral afeta, principalmente, os segmentos cervical e lombar da coluna. Mas além do envelhecimento, outros fatores podem desencadear o problema.

Esse estreitamento pode ocorrer também devido à artrose, hérnia de disco, osteófitos (bicos de papagaio), hipertrofia de articulações e ligamentos, fraturas e escorregamento de vértebras (espondilolistese), desenvolvimento de cistos ou tumor no canal vertebral. Embora raros, há casos de estenose congênita do canal vertebral.

Sintomas da estenose vertebral

Dentro do canal vertebral está alojada a medula espinhal. Os forames neurais são aberturas por onde passam as raízes de nervos que transmitem sinais da medula espinhal às demais partes do corpo. Quando ocorre o estreitamento do canal, há um grande prejuízo à irrigação sanguínea dos nervos.

A estenose vertebral causada por trauma provoca dor intensa, que se espalha para os braços e cabeça, quando o estreitamento afeta a coluna cervical; ou causa dor nas pernas e região pélvica, quando a compressão atinge a coluna lombar. A dor é mais forte quando a pessoa está em pé. Ao sentar com o tronco em flexão  ou deitar a dor diminui, pois a compressão é menor.

Além da dor, o paciente pode sentir formigamento, dormência, fraqueza muscular e desequilíbrio. Alguns pacientes não conseguem andar porque as pernas travam, obrigando-os a fazer pausas, ao longo do caminho.

Seja qual for o sintoma, é importante passar pela avaliação médica o quanto antes. Somente um especialista em coluna poderá diagnosticar as causas dos sintomas e definir o plano de tratamento. Os exames mais comuns para diagnosticar a estenose vertebral são o raio-X, tomografia computadorizada, ressonância magnética e a mielografia.

Tratamento da estenose vertebral

A estenose vertebral só é tratada com cirurgia quando o problema é grave, com riscos de danos neurológicos ao paciente. Caso contrário, o paciente é submetido ao tratamento convencional, com fisioterapia para estabilizar a coluna. Os exercícios fisioterapêuticos fortalecem a musculatura, corrigem a postura e reabilitam os movimentos da coluna. Para aliviar as dores, é comum o médico prescrever analgésicos e anti-inflamatórios.

Pacientes com sobrepeso ou obesos precisam emagrecer para melhorar os resultados do tratamento da estenose vertebral, já que o excesso de peso corporal prejudica a coluna e outras partes do corpo, como um todo.

Para prevenir a estenose vertebral, é importante mudar o estilo de vida: manter a alimentação saudável, praticar atividade física regular e orientada por educador físico, evitar sobrecarregar a coluna (carregar ou levantar objetos pesados), corrigir a postura e fazer os exames de rotina, pelo menos uma vez ao ano.

Ao sentir dores na coluna e dificuldade para movimentar o corpo, é importante buscar ajuda médica. O diagnóstico precoce pode evitar a progressão de várias doenças que afetam a coluna.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre o meu trabalho como cirurgião de coluna vertebral em Cuiabá.

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp